nde-ed.org Indice de Eletricidade ROCarneval

EE26 - END E O ENSAIO DE CORRENTES PARASITAS


Após ler essa seção você estará apto ao seguinte:

  • Explanar como as correntes parasitas são empregados em END.
  • Explanar porque END é tão importante para a sociedade.

Ensaios Não Destrutivos (END) têm como significado exatamente o que as palavras expressam. END literalmente significa ensaiar os materiais sem destruí-los. Em outras palavras, podemos procurar por descontinuidades metálicas presentes nos materiais empregando correntes parasitas e nunca provocar danos no material ensaiado. Isso é relevante porque se destruirmos o material que estamos testando, ele deixa de ser útil para a aplicação que estava destinado, mesmo que o resultado do teste tenha sido o aprovando. END é muito importante porque freqüentemente as descontinuidades que estamos procurando não são visíveis devido as suas pequenas dimensões ou por estarem sob pintura ou outro tipo de revestimento. Existem algumas descontinuidades que são tão pequenas, ou mesmo sub superficiais, que não são detectáveis pela inspeção visual, mesmo que com auxílio de instrumentos auxiliares. Por esses motivos é que ensaios como correntes parasitas foram desenvolvidos para a detecção de descontinuidades.

Exemplo de Aplicação do Ensaio de Correntes Parasitas (Eddy Current)

Na experiência abaixo estamos aplicando o ensaio de correntes parasitas para detectar descontinuidades presentes na parede de tubos (de trocador de calor). Observe que estamos usando uma bobina de fio enrolada ao redor de uma base cilíndrica. Na área de END esse dispositivo é chamado de sonda de inspeção. O campo magnético que foi gerado pelas correntes parasitas é detectado por essa mesma bobina. Podemos observar (monitorar) o campo magnético gerado pelas correntes parasitas por um aparelho/instrumento chamado "eddyscope". Se ocorre uma mudança no campo magnético produzido pelas correntes parasitas podemos supor que detectamos alguma descontinuidade no material que está sendo testado. Quando o aparelho observa uma mudança no campo magnético gerado pelas correntes parasitas, ele apresenta uma mudança de sinal na tela.

Ensaio Tubo Trocador

Enquanto o material sendo ensaiado estiver sem descontinuidades, as correntes parasitas apresentação uma resposta uniforme e consistente (ponto "em balanço" no meio da tela). Se aparecer alguma descontinuidade no material (furos de fundo plano, representando alvéolos de corrosão) a perturbação provocada pela presença da descontinuidade irá causar a mudança do ponto na tela, formando uma sinal relativo a descontinuidade. Existem alguns tipos diferentes de aparelhos de inspeção por correntes parasitas. Também as sondas têm formatos diferentes dependendo da aplicação, desde sondas superficiais semelhantes a uma caneta, como as mostradas acima e que são puxadas no interior de tubos de trocadores de calor.

inspecao tubular

O inspetor acima está executando o ensaio de correntes parasitas em um tubo de trocador de calor. Trocadores de calor são empregados em indústrias como refinarias, plantas petroquímicas e usinas nucleares. No caso de trocadores de usinas nucleares, agua radioativa proveniente do reator circula pelo interior dos tubos enquanto agua de refrigeração, oriunda de rios, circula pela parte externa dos tubos. É muito importante que essas águas não se misturem. Então, inspetores devem executar o ensaio de correntes parasitas periodicamente para evitar que descontinuidades presentes nos tubos cheguem a romper a parede dos tubos e permitir a mistura dessas águas.

 

Revisão

  1. END significa "Ensaio Não Destrutivo"
  2. END são empregados para testar materiais ou peças sem lhes causar danos.
  3. O ensaio de correntes parasitas (ECT-Eddy Current Testing) é apenas um dos métodos usados para detectar descontinuidades antes que causem problemas.


https://rocarneval.neocities.org/EE_26-ENDmaisECP.html

PÁGINA ANTERIOR https://rocarneval.neocities.org/EE_25-EddyCurrents.html

PRÓXIMA PÁGINA https://rocarneval.neocities.org/EE_27-Sumario.html

ÍNDICE https://rocarneval.neocities.org/EE_00-Indice(Eletricidade).html